Breath of Fire 3 – dia tres

Gringo code is BORING RYU

   Wyndia. Nina entra com apenas Rei para disfarçar mas logo o rei é informado que Rei foi visto com Ryu. Muito tarde, o Passport está pronto e damos no pé. Seguimos a rota que passa por Raphala e Mt Zublo até estar novamente em Angel Tower. Garr conta que quando o trabalho dos guardiões acaba, eles se encontram com seu deus e devolvem o poder a eles emprestado. Desse modo, eles viram pedra e hibernam. Garr está disposto a fazer isso agora mas falha. Deis aparece para ele dizendo que ela tem ser libertada e para tanto é preciso ter com Gaist, um ex-guardião. Vamos encontrá-lo após as Tidal Caves próximas a Mt Zublo. Pego o gene Gross no caminho. Gaist se convence que Ryu está determinado e o desafia para um duelo. Gaist não dura muito. Lamentavelmente, diz ele, a única maneira de quebrar o selo que prende Deis seria sua morte. Com seu último suspiro, ele pede a Garr que tome conta de Ryu. Voltamos a Angel Tower e libertamos Deis. Ela está furiosa, ficando presa durante 500 anos >:o Ela afirma que pode ajudar a encontrar deus mas não ali. Nos reunimos novamente em Mt Zublo. Deis aparece em sua verdadeira forma, uma mulher metade cobra. Claro que ela é ninguém menos que Bleu dos outros dois jogos (Deis é o nome original do personagem). Ela abre o "olho" (nhe) de Ryu, de modo que ele agora é capaz de enxergar o caminho para se encontrar com deus. Deis deseja boa sorte a Ryu e Garr e também pede ao guardião que não deixe nada acontecer ao rapaz. Ele é tão frágil. O olho indicou a direção norte e, pra variar, vamos precisar de uma barco. Nada feito em Raphala; Beyd, que é o atual encarregado dos negócios da guild, está em Junk Town a trabalho. Voltamos pra lá mais um vez através de Mt Zublo. Depois de Ryu sumir, a estrada ao lado de Mt Zublo foi liberada e não é necessário passar por dentro dele, o que não torna a tarefa de entrar e sair de áreas o tempo todo menos chata.
   Junk Town fica a nordeste de Urkan Tapa. O lugar é um imenso ferro velho, pessoas passa a vida catando material nas pilhas de lixo pra fabricar outras coisas. Na saída da cidade que leva ao porto havia um guardinha que permitia apenas aqueles que tivessem autorização do seu chefe passarem. Beyd pede licensa e prossegue com seus acompanhantes. Curiosamene agora eu posso ir também. Dou uma volta nas redondezas antes de ir ao porto. Acho o gene ???(não falta nenhum suporte a língua no seu navegador, o nome é esse mesmo). Nas docas, descubro que o navio quebrou de novo. Momo investiga a causa e pede aos outros que achem algumas peças pra ela. Com a permissão do chefe da guilda das máquinas, vou para Steel Beach procurá-las. A primeira coisa que encontro é o gene Mutant. Garr tem que jogar um mini game de puxar lixo do fundo do mar com outro cara forte. Na primeira tentativa eles puxam um peixão, que atende por Angler, que ataca. Não é uma moleza mas também não é difícil. Agora com o barco consertado e tendo Zig ao leme, singramos as águas numa jornada épica em busca do mais forte…opa, jogo errado. Porém, as correntezas são demasiado brutais para o nosso pobre barquinho. A história que corre é que somente um homem foi capaz de atravessar o oceano e, portanto, ele é conhecido como o Legendary Mariner. Parece que em Parch poderemos obter informação sobre o ele. Recomendam-me que fale com o prefeito mas ele está tão farto de comer peixe que não dirá uma palavra mas menciona Maekyss Gorge. Como é minha única pista, vou pra lá. Uma moça ensina a fazer um prato a base de peixe que faria qualquer um mudar de opinião quanto a este fruto do mar. Para isto tenho que juntar 4 ingredientes. Três são moleza mas o quarto…devo puxar água de um poço usando um balde. É mais difícil e chato do que parece, em especial devido à travada que o Emurayden dá na musiquinha de fracasso. Depois que você pega o jeito até que é tranquilo mas até lá você pode se aborrecer um bocado. Com tudo na sacola, a moça me ensina mais ou menos a fazer o Shisu. Então fiz mais ou menos, sem ter muita idéia da proporção dos ingredientes. Pelo menos acertei de primeira HEH. O prefeito recupera seu bom humor e me dá um mapa que mostra as correntes do mar a leste de Parch. Seguindo-o, posso encontrar o Legendary Mariner.
   Ao passar pelas corentes marítimas, chego a uma construção no meio do mar. Um homem, Kukuys, diz ser aquele que chamam Legendary Mariner. Segundo ele, a única maneira de cruzar o oceano seria a bordo do Black Ship. Corta direto para o barco dos heróis navegando ao lado do Black Ship. Momo atira com sua bazuca na esperança de pará-lo. Mas que diabo, se eu sou o presidente da Capcom eu mando embora o imbecil que teve essa idéia. E o outro imbecil que a pôs no jogo. Quer dizer, pelo amor de Deus que raio de idéa estúpida. E da Momo aindo por cima, que devia ser um gênio. Sério, não dá pra acreditar. É lógico que o Black Ship nem tremeu e contra-atacou e por pouco não viramos comida de peixe. Ok plano B: bater na traseira dele com toda velocidade. Momo, como alguém tão inteligente consegue ser tão estúpido? Por favor responda-me. Como a ironia nesse mundo é tal que pode ser medida, essa tentativa funciona. É com um sentimento muito estranho e com uma ponta de frustração que me dedicarei em seguida a explorar o navio.

——————— BORING RYU ———————–

   Wyndia. Nina enter with just Rei to not draw attention but soon the king is informed that Rei was seen with Ryu. Too late, the Passport is ready and we kick our butts outta there. We follow the road through Raphala and Mt Zublo until we are in Angel Tower again. Garr tells that when a guardian’s duty is fulfilled, they meet their god and return the power they borrowed. And so they turn to stone and hibernate. Garr is willing to do so now but fails. He has a glimpse of Deis telling him she must be freed and to obligue he must meet Gais, an ex-guardian. We find him further through the Tidal Caves next to Mt Zublo. I snag the Gross gene while I am at it. Gaist is convinced that Ryu is determined and challenges him to a duel. Gaist doesn’t last long. Sadly, he says, the only way to break the seal which imprisons Deis was his death. In his last breath, he begs Garr to take care of Ryu. We get back to Angel Tower and free Deis. She is furious, having been locked up for 500 years >:o She afirms she can help to find god but not there. We gather in Mt Zublo. Deis shows up in her true form, an half snake woman. Of course, she is no less than Bleu from the previous two games (Deis is the character’s original name). She opens Ryu’s "eye" (nhe) so he can see the path to god. Deis whishes them good luck and also asks the guardian to not let anything happen to Ryu. He is so frail. The eye pointed north and, to differ, we’ll need a boat. No deal in Raphala; Beyd, whom is now in charge of the guild’s business, is in Junk Town for work. We go back there once more via Mt Zublo. After Ryu’s disappearance, the road beside Mt Zublo became unhindered and it is no longer necessary to go through its inside, which does not make the task of entering and exiting areas less annoying.
   Junk Town is northwest of Urkan Tapa. It is an immense junkyard, people spend their lives collecting material from the piles of trash to build else stuff. At the city’s exit that leads to the port there was a guard that wouldn’t let me go through unless I had his boss’ permission. Beyd asks the man and proceed with his companions. Strangely I now can go too. I look around the surroudings before going to the port. I find the ??? gene (your browser is not missing a language support, that is the actual name). At the harbor, I find the ship is broken again. Momo investigates and asks of the others they find some parts for her. With the permission of the machine guild chief, I go in search of them at Steel Beach. The first thing I meet is the Mutant gene. Garr have to play a minigame of pulling the trash from the bottom of the sea with another strong guy. First try, they pull a big fish called Angler that attacks. He is not a cakewalk but not hard either. Now with the ship fixed and having Zig at the wheel, we gash the waters in an epic journey in search of the strongest…wait, wrong game. However, the currents are too brutal for our poor little boat. The tale that is told is only one man was capable of crossing the ocean and so he is known as the Legendary Mariner. It seems that in Parch we’ll gather some information on the mariner. I am recommended to talk to the mayor but he is so sick of eating fish he won’t utter a word but does mention Maekyss Gorge. As my only clue, there I go. A lady teaches how to make a dish based on fish that would make anone change oppinions on it. To comply, I must gather 4 ingredients. The first three are easy but the fourth… I have to pul water from a well using a bucket. It is more difficult and annoying than it seems, specially due the freezings Emurayden presents during the fail music. After you get the hang of it it becomes kind of easy but until you do you might as well get pissed off. With eveything in the bag, the lady more or less teaches me how to prepare the Shisu. So I more or less make it, not with a great sense of the proportion of the ingredients. At least I got it right first try HEH. The mayor regains his good mood and gives me a map that shows the currents of the sea east of Parch. Following it, I can fin the Legendary Mariner.
   Going through the sea currents, I come to a building in the middle of the water. A man, Kukuys, claims to be that whom is called the Legendary Mariner. According to him, the only way to cross the ocean is aboard the Black Ship. Cuts to the heroes’ boat sailing beside the Black Ship. Momo shoots with her bazooka in an attempt to stop it. What the hell, were I Capcom’s president I’d fire the imbecile that came up with that. And the other imbecile that put it in the game. I mean, for the love of God, what a terribly stupid idea. And Momo’s no less, whom should be a genius. Seriously, it is unbelievable. Of course the Black Ship did not even tremble and counter-attacked and by very little we didn’t become fish feed. Ok plan B: ram it from behind at full speed. Momo, how come someone so intelligent can be so stupid. Please aswer me. Because the irony in this world is so great it can be measured, the attempt works. It is with a very weird feeling and a bit of frustration that I’ll explore the ship.

Anúncios
Esse post foi publicado em Jogos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s